Como Aprimorar Seu Ouvido Crítico (parte final)

Experimente em casa: um exercício de escuta crítica

Todos vão concordar que a formação de seus ouvidos, estudando produção musical e engenharia é uma parte importante de se tornar um melhor engenheiro, produtor ou artista. De acordo com Michael White, “A maioria das pessoas fazem isso naturalmente, ouvindo muita música, mas falham em estudar tão profunda- mente quanto o é necessário. Aperfeiçoamento do ouvido em áudio implica em aprender como ouvir uma música e a produção que a envolve. Este é o método que gera mais benefícios para a obtenção de melhores resultados para a sua própria arte”.

Aqui está um exercício útil que o nosso amigo canadense Mark Garrison usa com seus alunos.

O que você vai precisar de: um bom par de fones de ouvido e a música ´Sun King´ (Abbey Road), dos Beatles

Mas, antes, um pouco de história:

Sir George Martin e o engenheiro de gravação Geoff Emerick
Blog-TrainYourEar-3

Segundo a Bíblia Beatles, “Os Beatles começaram a gravar Sun King/Mean Mr. Mustard em 24 de julho de 1969. Gravaram 35 takes dos elementos básicos da faixa: Lennon tocou guitarra base e cantou uma guia vocal, McCartney tocou baixo, Harrison estava na guitarra solo e Ringo na bateria. No dia seguinte, o grupo fez  overdubs de voz, piano e órgão, estes 2 últimos executados por George Martin. Eles, então, terminaram as duas músicas, cinco dias depois, com a adição de mais vocais, piano, órgão e percussão. “(O produtor, é claro, foi Sir George Martin e os engenheiros de som da casa foram Geoff Emerick e Phil McDonald).

Então vamos lá…

Isto é o que Mark ouve:

Balance (distribuição/equilíbrio)

Observe como o kick (bumbo) e o baixo soam distintos, assim como as duas guitarras. Na segunda metade da canção, os vocais são grandes e proeminentes, mas sem abafar qualquer um dos outros instrumentos.

Panorama

Dos 2 extremos até os instrumentos em movimento, essa mixagem se aproveita muito bem do campo estéreo. Quando os vocais surgem, eles estão em toda parte, em vez de estreitados.

Freqüência

Cada instrumento tem seu próprio lugar; nada fica no caminho de qualquer outra coisa. Registros graves redondos e registros altos brilhantes e equilibrados.

Dimensão

Numa inversão do modo costumeiro de se mixar, o baixo e o bumbo estão bem lá na frente, enquanto as guitarras e teclado mais para trás. Quando os vocais entram, se deslocam mais para trás ainda.

Dinâmica

Sutil no início, mas ganha proporção quando os vocais entram.

Interesse gerado

A interação calma e melodiosa, rica em timbres, entre os instrumentos já agarra o ouvinte logo no início e leva-o nessa introdução até que os vocais assumem com a mesma riqueza, gerando um novo interesse na música.

Lembre-se: a prática leva à perfeição. Quanto mais você treinar seu ouvido, mais sua capacidade de discernimento aumentará. Esse é um exercício muito simples, mas com retorno de proporções enormes.  Você pode acrescentar até mais tópicos para preencher, caso o queira. Esses descritos acima são a força-motriz de qualquer mixagem. Imperativo você – pelo menos esses – respondê-los de forma objetiva (ou elaborada, ficará a seu gosto) e saber do que se trata, tanto num som escolhido para o exercício como em uma mixagem que esteja trabalhando.

Você não poderá escutar se você não puder se ouvir

download
Muitos produtores e músicos consideram sua perda auditiva como uma espécie de medalha de honra ao mérito. Sim, estamos falando daqueles que estão há muitos anos na indústria. Por isso, para os que estão iniciando sua carreia em áudio, muita atenção nas dicas que se seguirão. A Perda Auditiva Induzida pelo Ruído (PAIR), proveniente de repetidos exposições ou mesmo acidental (pense em aumento repentino da fonte sonora), sempre será consequência da exposição a altos níveis de SPL (sound pressure level).

Ficar na frente de monitores estúdio, noite após noite, ou aumentar o volume o seu iPod até 11, passar horas em shows com toneladas de som sendo emitidas, são exemplos de situações que podem danificar sua audição.

Apenas 15 minutos de exposição a ruído ou música em altos decibéis podem causar perda permanente da audição. Sim, é isso mesmo: permanente.  Pesquisas indicam que 30% dos músicos de rock têm uma perda auditiva mensurável. Músicos eruditos se saem ainda pior – com até 52% enfrentando deficiência auditiva.

A boa notícia? A perda auditiva pode ser prevenida. Siga essas dicas e tenha certeza que estará prolongando sua capacidade auditiva e – por consequência – não prejudicando sua formação de engenheiro/produtor /músico no longo prazo:

– Estar ciente dos riscos de problemas e potenciais para a sua audição.

– Dê um descanso a seus ouvidos, fazendo pausas curtas.

– Mantenha os níveis de volumes baixos durante o processo (teste altos volumes nos ´finalmentes´ apenas, ou por brevíssimos períodos de tempo durante o processo (e só se precisar, de fato)).

– Limite sua quantidade de tempo em qualquer ambiente barulhento.

– Use proteção auricular (espumas) quando estiver em uma atividade/ou apenas perto de volumes acima de 80db. Se você é músico muito atuante, opte por earplugs como monitoração.

– Esteja alerta para os níveis de ruído em seu ambiente

– Aumente a distância entre você e a fonte sonora – quando mal percebemos, estamos com os ouvidos a 2 palmos das caixas em estúdio. Caso vá a shows, e não estiver a trabalho, evite os PA´s ensurdecedores. Sem os seus ouvidos em plena forma, qualquer trabalho nos dias seguintes pode ficar comprometido.

– Meça sua capacidade auditiva 1 vez ao ano e faça um histórico de dados.

– Esteja alerta a qualquer modificação na sua capacidade auditiva. Qualquer coisa que persista por mais de 1 semana, vá direto a um médico especialista.

One for the Money, Two for the Show

Com um bom par de ouvidos e suas próprias experiências de audição crítica, você terá todas as habilidades necessárias para refinar seu discernimento crítico. Faça isso regularmente e, quando menos esperar, vai se tornar um processo tão natural, que suas mixagens vão melhorar e sua criatividade vai brilhar como um Sun King.

Quem quiser escolher uma música e deixar pautado no mesmo modelo que foi apresentado nesse artigo, fique à vontade (aqui nos comentários do Som Binário). Faça como um pontapé inicial. Não precisa ser nada muito elaborado. É só pra vocês sentirem o gostinho, e – se a disciplina vencer – que seja o primeiro dos seus próximos mil.

20 Vídeos Tutoriais da Waves em Português!

Marcelo Voss

Website:

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comentar tópicos
0 Respostas do Tópico
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário mais quente
1 Autores de comentários
Jorge Araujo Autores recentes de comentários
  Inscreva-se  
Mais novo Mais velho Mais votado
Me avise se houver respostas
Jorge Binário
Admin

Muito bom! Dicas preciosas…