Efeitos de Dinâmica – Parte 1

Quando comecei a gravar em casa me deparei com uma infinidade de nomes e termos totalmente novos. Acredito que assim como eu, muita gente que está começando a gravar e mixar o próprio som se depara com esses termos, o que parece ser muito complicado.

Nesse artigo tudo será desmistificado para que você possa tirar proveito e realizar um som melhor 😀

O famoso produtor Tony Visconti (David Bowie, T-Rex) foi citado como tendo dito que “A compressão é o som do rock ‘n’ roll”. Nós não pensaríamos argumentar com essa afirmação, mas podemos também sugerir que a compressão não é apenas o som do rock ‘n’ roll, mas de todos os gêneros musicais populares da atualidade.

Por um lado, há poucas (se houver) estações de rádio que não se utilizam da compressão de sinais em suas emissões, apesar da compressão já está em vigor em praticamente toda faixa. Compressão (juntamente com seu primo, limitador) tornou-se um efeito onipresente, usado até mesmo para uma falha de gravação profissional e engenheiros de masterização, e a razão para esta abordagem, muitas vezes pesada é porque a compressão também faz um som mais alto na mix.

Você já notou que alguns de seus CDs comerciais soam mais alto do que outros, mesmo que os medidores digam que não é assim? Isso porque mais de compressão foi aplicado para o disco ‘mais alto’. Não é realmente mais alto, é só que a faixa dinâmica foi reduzida, tornando o som mais alto em partes mais tranquilas e os pedaços mais silenciosos foram aumentados, deixando o som alto, permitindo que o engenheiro de masterização abra o volume da coisa toda. Isso realmente tornou-se um pouco de uma questão controversa na comunidade musical, mas vamos falar sobre isso um pouco mais tarde.

Se a compressão é o som de rock como afirma o Sr. Visconti, então o “Gating” é quase tão importante para a Dance Music. Gates foram inicialmente criados para reduzir o ruído, reduzindo o ganho de qualquer sinal que cai abaixo de um nível especificado. Tal efeito também é chamado de um expansor (Expander). Devido a um truque conhecido como sidechaining, produtores inteligentes podem usar gates para criar o controle rítmico sobre o nível de volume de um sinal com base na dinâmica do outro. Os resultados são algo como um silenciandor de volume acionado ao tempo do ritmo da outra faixa.

Esse efeito se tornou tão difundido no atual cenário da produção musical que foram desenvolvidos plug-ins dedicados para isso. Também é incluído em muitos sintetizadores modernos. É ainda dado um nome: Trance Gate
Claramente, uma compreensão de dinâmica de processamento é crucial se você está criando qualquer tipo de música, e especialmente se os genêros escolhidos passarem para os estilos mais atuais. Com isso em mente, vamos dar uma olhada…

[1] [2] [3][ 4][ 5][ 6] Proxima >>

20 Vídeos Tutoriais da Waves em Português!

Jorge Binário

Jorge é musico, compositor, artista, produtor musical, blogueiro, louco por áudio e tecnologia. Fundou o blog SomBinário em 2012 e desde então vem desenvolvendo serviços online direcionados ao ensino de ferramentas de manipulação de áudio, técnicas de mixagem, masterização e serviços de mixagem online para clientes de todo o globo terrestre, sem fronteiras.

Website: https://www.sombinario.com

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Me avise se houver respostas