5 razões que eu amo mixar no PreSonus Studio One

Há um monte de coisas boas que estão no PreSonus Studio One e é ótimo para a produção musical e para a composição, mas às vezes as pessoas ignoram o quão poderoso é uma ferramenta de mixagem profissional. Muitas das coisas que eu vou falar também possui em outras DAWs, mas alguns estão em falta, mesmo naqueles que afirmam ser o melhor. Aqui estão 5 razões que eu amo mixar em Studio One Pro.

1. pastas
De acordo que nossas sessões vão ficando maiores durante a mixagem, e a sua tela pode ficar confusa, principalmente se trabalhar em laptops, as pastas são tudo de bom. As pastas permitem que você coloque trilhas em grupos significativos, mas elas não são grupos. Grupos tem capacidade de editar a mixagem em clusters, mas pastas dar-lhe a capacidade de organizar com ou sem grupos. Eu mixo com pastas, em seguida, recolho,  e começo a próxima, baterias, violões, as teclas, os vocais etc. Qualquer DAW séria deve ter pastas (Track Folders), mas infelizmente nem todas as DAW tem isso.

2. Arraste e solte
Configurando inserções ou enviar é tão simples quanto arrastar e soltar a partir do browser.

Não precisa criar nenhuma pista aux, e atribuir uma entrada e uma saída em seguida, apenas adicione o plug-in, tudo é feito em uma operação de arrastar e soltar. Ainda melhor é b-direcional por isso, se você tem uma predefinição que goste, então você simplesmente pode arrastá-lo de volta para o navegador e ele salva-lo para usar a próxima vez.

arrastar

3. FX Chains
O Studio One não é a única DAW a oferecer cadeias FX, e mixar com eles é um sonho. Não ter que reinventar a roda constantemente por ter de escolher os plug-ins que você usa em uma base regular é uma grande sacada e acelera a conclusão do seu trabalho. Se você está mixando em uma DAW sem a possibilidade de criar, salvar e recuperar cadeias de efeitos, então você pode querer considerar atualizar sua DAW.

cadeia de efeitos

4. Pipeline
Se você gosta de usar o processamento de hardware como compressores e equalizadores, então você vai adorar usar o elegante plug-in Pipeline que faz parte do Studio One Pro. Ele permite você mixar com hardware como se fosse um plug-in, é fácil de configurar e lida com latência de uma maneira muito simples e intuitiva. Uma vez que você tenha definido, você pode usar o hardware como plug-in em suas trilhas, segue abaixo um vídeo dele em ação.


Pipeline+In+Studio+One

5. Mono/Stereo no Buss Principal Master
Não, eu não estou brincando, ter uma chave para alternar entre Stereo e Mono na Master buss  não é padrão em todas as DAWs. Ser capaz de verificar uma mixagem  mono é essencial para tudo, de reverbs e delays para efeitos de modulação com base em sintetizadores e guitarras. Um interruptor mono muitas vezes pode ajudá-lo a identificar como uma peça inteira pode desaparecer quando somadas para mono. Se você ainda não faz essa verificação em suas mixagens para compatibilidade mono, começar a fazer a partir de hoje.

Studio ONe Banner

20 Vídeos Tutoriais da Waves em Português!

Jorge Binário

Jorge é musico, compositor, artista, produtor musical, blogueiro, louco por áudio e tecnologia. Fundou o blog SomBinário em 2012 e desde então vem desenvolvendo serviços online direcionados ao ensino de ferramentas de manipulação de áudio, técnicas de mixagem, masterização e serviços de mixagem online para clientes de todo o globo terrestre, sem fronteiras.

Website: https://www.sombinario.com

8
Deixe um comentário

avatar
2 Comentar tópicos
6 Respostas do Tópico
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário mais quente
3 Autores de comentários
André Lasmar SantosJúnior RamosJorge Araujo Autores recentes de comentários
  Inscreva-se  
Mais novo Mais velho Mais votado
Me avise se houver respostas
Júnior Ramos
Visitante
Júnior Ramos

Adorei trabalhar com Studio One e to usando sempre, mas nem todos os plugins são reconhecidos na DAW. O que fazer?

Jorge Araujo
Visitante
Jorge Araujo

não sei como é seu sistema, pode ser um monte de coisas, nunca tive problemas com isso aqui.

Júnior Ramos
Visitante
Júnior Ramos

Uso W7 64bits. O superior drummer não reconhece no studio one, mas reconhece normalmente no cubase, ja instalei so o studio one no pc por achar que era conflito com outras DAWs. Ele reconhece waves, adctive drums, adctive keys, mas o superior drummer ele não ve nem o altiverb. Lembrando que nunca tive problemas com esses plugins em outras daws

Jorge Araujo
Visitante
Jorge Araujo

Você precisa ver se a pasta que está assistindo os vsts no studio one é a mesma onde esses estão instalados.
Também precisa verificar se esse plugins também são de 64bit, se for 32 é óbvio que não vai abrir, o studio one não vem com uma ponte de x86 > x64, é necessário que os plugins sejam compatíveis, se não tiver os plugins em 64bits, pode tentar o Jbridge.

Júnior Ramos
Visitante
Júnior Ramos

Pode ser isso então. O studio one que eu uso é de 64 bits, mas a maior parte dos meus plugins são 32. Isso pode dar certo, muito obrigado pela dica Jorge

Jorge Araujo
Visitante
Jorge Araujo

baixe os plugins nas versão de 64bits. Em ultimo caso use o Jbridge, porque ele deixa o sistema instável. Se tiver os plugins rodando x64 o s1 vai pegar fogo

Júnior Ramos
Visitante
Júnior Ramos

Cara testei ainda pouco, realmente funcionou, eu tava tentando de forma errada. Valeu a dica. É que o cubase de 64 lia os de 32, eu não sabia disso.

André Lasmar Santos
Visitante
André Lasmar Santos

Muito show, desde que comecei a fazer o curso tenho usado o Studio One, já passei pelo Cubase e Reaper. Atualmente uso apenas o Studio One, e ocasionalmente o Reaper quando vou fazer captação de batera no estúdio de um amigo.
Valeu Jorge…